Biofinity Energys™

Se os seus dias envolvem atividades variadas que incluem o uso de dispositivos digitais, escolha as lentes de contato Biofinity Energys®. Lentes com altíssima qualidade que proporcionam saúde ocular e conforto durante todo o período de uso. São as únicas lentes de contato do mundo com o desenho Digital Zone Optics®, uma tecnologia da CooperVision® desenvolvida especialmente para acompanhar o estilo de vida digital atual. As lentes Biofinity Energys® também apresentam a tecnologia Aquaform®, que ajuda a minimizar o ressecamento dos olhos que pode ocorrer pela redução da lubrificação durante o período que ficamos sem piscar, olhando para as telas dos dispositivos, e ainda mantém seus olhos incrivelmente confortáveis o dia todo.

Recursos que você vai adorar

O desenho Digital Zone Optics reduz o estresse dos músculos ciliares durante o uso de dispositivos digitais* (smartphones, tablets, laptops), para que você consiga alternar o foco visual com menos esforço.

A tecnologia Aquaform® atrai e retém água no interior da lente, ajudando a minimizar o ressecamento dos olhos que é causado pela redução da lubrificação durante o período que ficamos sem piscar, olhando para as telas dos dispositivos.

A alta transmissão de oxigênio proporciona um conforto incrível o dia todo, e ajuda na prevenção da vermelhidão ocular.1

Não tem certeza quais lentes de contato são as melhores para você?

Responda a este questionário com quatro perguntas para descobrir qual dos nossos produtos pode atender melhor às suas necessidades.

Encontre sua lente
Visão no computador: Um novo problema para uma nova era
Explorando os benefícios das lentes de contato mensais

* Com base em uma diferença estatisticamente significativa da alteração média de microflutuações acomodativas e em comparação à Biofinity® após uma leitura de 20 minutos em um iPhone.

Durante o uso diário.

Referências:

1. Brennan NA. Beyond Flux: Total Corneal Oxygen Consumption as an Index of Corneal Oxygenation During Contact Lens Wear. Optom Vis Sci 2005. 2005;82(6):467-472.