Smartphones, telas de computador, leitores de livros eletrônicos, smartwatches — Os americanos em média agora têm 4 dispositivos digitais e gastam 60 horas por semana acessando conteúdo neles, de acordo com um estudo de 2014 conduzido pela The Nielsen Company.

O uso diário e prolongado pode levar à fadiga ocular digital, um desconforto ocular e a perturbação visual que ocorre após 2 ou mais horas de uso de dispositivos digitais. Os sintomas mais comuns e incômodos de fadiga ocular digital são cansaço e ressecamento dos olhos.1

Aproximadamente 70% dos adultos nos Estados Unidos relatam enfrentar os sintomas de esforço ocular digital.2 Os adultos com cerca de 20 anos são os mais atingidos, com 73% deles relatando sintomas.3

Cansaço e ressecamento

Apesar do número de horas que uma pessoa gasta usando dispositivos digitais certamente ser significativo (30% dos americanos adultos gastam mais de 9 horas por dia usando dispositivos digitais!3), os tipos de telas e alternância entre dispositivos também pode trazer problemas para muitos usuários. Por exemplo, os reflexos e o brilho podem fazer os usuários piscar ou fecharem parcialmente seus olhos para reduzir o desconforto.

O brilho, os reflexos e as variações de luminosidade levam a problemas na piscada que, por fim, contribuem para instabilidade da lágrima e olhos ressecados. As evidências mostram que o uso intensivo da tela de computador resulta em taxas reduzidas de piscada, interrompendo a distribuição normal de lágrimas e aumentando a exposição da córnea.4

Mas não é apenas o número de vezes que se pisca que importa. A integralidade dessas piscadas também afeta a estabilidade da lágrima. A piscada inadequada não apenas falha em revestir a superfície ocular suficientemente, mas ela também reduz a acuidade visual e causa visão desfocada.4

Os usuários de lentes de contato sentem esse ressecamento mais do que usuários de óculos.3 Até 85% dos usuários de lentes de contato que utilizam dispositivos digitais experimentam pelo menos um sintoma relacionado ao ressecamento, comparado com 71% dos não usuários.2

Como 90% dos pacientes não falam para seus profissionais de oftalmologia sobre o desconforto ocular que eles experimentam ao usar dispositivos digitais, muitos podem supor que nada pode ser feito sobre isso. Agora é o momento de iniciar um diálogo com os pacientes. Algumas questões de estilo de vida importantes para perguntar são:

  • Quais tipos de dispositivos digitais (smartphone, tablet, laptop, etc.) você usa?
  • Quantas horas por dia você usa seus dispositivos digitais?
  • Como seus olhos ficam após usar os dispositivos digitais por longos períodos ou após um longo dia de uso de dispositivos digitais?

Alguns profissionais da oftalmologia estão lidando com a fadiga ocular digital oferecendo aconselhamento comportamental, como piscar mais frequentemente, fazer intervalos regulares entre as horas de uso da tela digital para olhar objetos à distância (regra 20/20/20), aumentar o tamanho da fonte da tela digital ou ajustar a distância de suas estações de trabalho. Contudo, esse tipo de conselho parece ter sucesso limitado por causa da inviabilidade potencial em muitas situações ou do esquecimento por parte do paciente.

Alguns oftalmologistas estão oferecendo recomendações de produtos, mas essas também podem ser apenas soluções parciais. Esses produtos incluem filtros de tela, óculos para computador ou lentes de contato que podem lidar com sintomas relacionados ao ressecamento. Para usuários de lentes de contato, a fadiga ocular digital poderia indicar a necessidade de uma mudança no material da lente, no design óptico e/ou na solução de cuidados das lentes, portanto, uma conversa com os pacientes pode ajudar a determinar o melhor curso de ação.

1 Meyer D, Huenink S, Rickert P, Kollbaum P, Chamberlain P. Symptoms associated with eye fatigue in soft contact lens wearers. Documento apresentado na: Annual Meeting of the American Academy of Optometry; outubro de 2015; Nova Orleans, LA, EUA.

2 Hall L, Coles-Brennan C. Digital eye strain: more screen time = more digital eye strain. Lentes de contato Spectrum. 2015;30:38-40.

3 Mantendo-se atualizado com a fadiga ocular na era digital [Educação clínica]. Lentes de contato Spectrum. 2016;31:3-10.

4 Portello JK, Rosenfield M, Chu CA. Taxa de pestanejo, pestanejo incompleto e síndrome da visão de computador. Optom Vis Sci. 2013;90(5):482-487.